Elias Raimundo de Brito, 782 • Monte Carlo • Matão/SP
Centro automotivo
argeo bosch car service

Freios

 

FREIOS

CUIDADO CONSTANTE COM OS FREIOS:

Se é verdade que o sistema de freios é vital para a segurança do motorista e dos passageiros, é imprescindível que o proprietário do veiculo tenta todo cuidado que puder para mantê-lo nas melhores condições possível de funcionamento. O freio exige uma série de cuidados para funcionar perfeitamente.

Naturalmente, o uso contínuo do sistema de freios durante um determinado período causa o desgaste de seus componentes, resultando, e faz-se necessária a substituição de algum desses componentes para o bom rendimento de todo o sistema.

Com manutenção preventiva e a revisão regulares dos freios, o condutor evita problemas e acidentes. A recomendação é que sejam feita manutenção preventivas (revisão de discos, pastilhas, lona, tambor traseiro e fluido hidráulico) a cada 5 mil quilômetros rodados, ou quando as pastilhas estiverem com uma espessura inferior a 5 mm. Além da segurança, as revisões dentro dos prazos ideais ajudam a reduzir o custo de reparações corretivas.

E mesmo que o calendário de manutenção venha sendo respeitado, o condutor de um veiculo deve estar sempre atento a para qualquer sinal de problema em todo o veiculo e em especial no sistema de freios.

RISCO DE DESGASTES:

No sistema de freios a disco, o tipo de necessidade mais comum na manutenção é a troca das pastilhas, porque elas sofrem maior desgaste com o tempo e uso. É por isso que as pastilhas devem ser controladas regularmente e trocadas, normalmente quando a espessura do material de atrito ficar reduzida a 2mm.

A durabilidade da vida útil das pastilhas é de 25 a 35 mil quilômetros rodados, em média. Contudo, em qualquer situação, se as pastilhas apresentarem algum defeito, corre-se o risco de danificar o disco de freio e, principalmente, corre-se o risco de perder o controle do veículo em uma frenagem de emergência.

As pastilhas do freio a disco normalmente têm uma peça de metal chamada indicador de desgaste, que produz um som agudo quando elas estão gastas e necessitam ser substituídas por novas.

Os especialistas indicam que os sinais mais comuns de problemas para os quais os condutores têm que estar alerta seriam as condições do pedal (baixo ou duro, por exemplo), fortes ruídos e desvios de trajetória quando se usa os freios e obviamente a luz de advertência no painel acesa. Vazamentos de óleo de freio ou a formação de bolhas no interior do sistema hidráulico são outros sinais de alerta de grau importante, pois o veículo pode ficar sem freio.

Também requer constante observação o fluido de freio, que deve ser trocado a cada 10.000 km, em média a cada ano. Mas é importante salientar que ele tende a perder suas propriedades com o tempo e com o excessivo contato com o ar (por isto deve-se evita ficar abrindo o reservatório do fluido para verificar o nível). Se o nível de fluido no reservatório estiver abaixo do “mínimo”, o sistema hidráulico pode ter vazamentos.

PRINCIPAIS PROBLEMAS, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS:

 

Problema Causas Consequências
Baixa resistência mecânica do disco Uso do disco com espessura mínima recomendada Empenamento, trincas ou até quebra total do disco de freio. Travamento do êmbolo da pinça do freio.
Superaquecimento do disco de freio Uso com espessura mínima recomendada A redução da quantidade de atrito(disco/pastilhas) também pode provocar o aumento da temperatura do freio.
Superaquecimento do freio Excessos e descuidos do condutor: Frenagens frenagens repetidas ou prolongadas, falta de manuntençao do pé no pedal de freio, excesso de peso. Freio de mão muito aquecido pode causar empeno do disco. Provocam a perda da eficácia dos componentes. Empenamento do disco
Vazamento de fluido de freio pelo pistão. Desgaste devido ação de tempo.
Corrosão do êmbolo devido a fluido de má qualidade ou contaminado.
Curso longo do pedal do freio (pedal baixo)
Veículo puxa para o lado.
Ausência de freios.
Empenamento do disco de freio Superaquecimento do disco.
Disco de má qualidade.
Trepidação no pedal de freio e volante de direção.

 

A DISTÂNCIA DE REAÇÃO DOS FREIOS:

O tempo que o motorista leva para conseguir parar o veículo depende de sua agilidade (seus reflexos) e do tempo necessário para que o sistema de freios cumpra sua sequencia de rotina e imobilizem o veículo. A distância percorrida pelo veiculo até a frenagem propriamente dita é chamada de distância de reação.

A eficiência de um sistema de freios de um veículo devidamente regulado e em boas condições deverá ser de 80%, em média. Leva-se em consideração que a distância de reação depende ainda das condições da via. Quanto maior a aderência dos pneus, menor será a distância percorrida para a frenagem.

Testes realizados pela empresa Knorr-Bremse mostraram que uma carreta (cavalo- mecânico e semi-reboque), equipada com freio a tambor, percorrerá em 108 metros a partir da frenagem até parar completamente.

O mesmo veiculo usando freios a disco desenvolverá uma distância de reação bem menor, aproximadamente de 76 metros. Segunda a mesma simulação, o veículo percorrerá 92 metros se estiver equipado com freios a disco somente no cavalo.

FREIOS EM SITUAÇÕES ADVERSAS:

Siga algumas dicas para obter maior bom proveito e segurança do seu sistema de freio a disco quando estiver dirigindo em situações adversas:

Condições de Dirigibilidade O que fazer
Pista molhada A frenagem deve progressiva para evitar o arrastamento das rodas (que pode aumentar o espaço de frenagem).
Quando chove O condutor deve dirigir e frear com progressividade para evitar o travamento das rodas.
Pistas alagadas Administre a velocidade e a necessidade de frenagem, por causa do risco de aquaplanagem e a perca do controle do veículo. Evite deixar as rodas submersas, pois pode ocorrer falta de eficiência se lonas e pastilhas estiverem molhadas.
Pistas de baixo atrito (neve, gelo) A frenagem deve progressiva e manter maior distância em relação ao veículo da frente.
Em curvas

Sempre se deve evitar a frenagem em curvas. O ideal é que a frenagem seja feita antes para evitar que o veículo saia da trajetória

Entenda como funciona o sistema de ABS no link abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=1N7w4aDXq5E
Por esses motivos ao perceber qualquer comportamento diferente ao acionar o freio entre eles barulho ou  abaixando o pedal procure imeidiatamente o nosso Bosch Car Service Centro Automotivo Argeo para solucionar o problema do seu veiculo.

 

 

Agradecemos a todos nossos amigos, clientes e parceiros que acreditaram e confiaram em nossos serviços ao longo desses anos, e estamos trabalhando a cada dia mais para agregar e melhorar ainda mais a qualidade dos nossos serviços prestados, agora contando ainda com aparelhos de ultima geração para um melhor diagnóstico do seu veiculo e sendo um Bosch Car Service / Mobil OilExpress, agregando ainda mais conhecimento e agilidade na prestação de serviços.

Oficina Autorizada
Oficina Credenciada